topbella

18 de nov de 2010

Vida sentimental: benção ou maldição

A vida sentimental é um assunto delicado, que se não for avaliado muito bem no período de conhecimento e namoro, irá gerar terríveis frutos futuramente.


Contarei um pouco de uma experiencia que eu tive, aos meus 13 anos.
Quando entrei na adolescência comecei a me preocupar com a minha vida sentimental , eu sabia que não era o momento certo, mas como toda adolescente pensa que já sabe tudo, e como as amigas zombavam de mim por eu sempre ter ficado sozinha, eu conheci um jovem obreiro, e começamos a conversar. Ele pediu para orar comigo, eu não sabia ao certo o que era orar com alguém. Ele me explicou ao modo dele, e eu aceitei. Passamos meses nos conhecendo, e com o tempo vários sinais de que ele não era a pessoa certa para mim foram aparecendo.
Nós sempre brigávamos por coisas simples, por falta de maturidade.
Na época eu era batizada nas águas, mas não ainda com o Espírito Santo. E a minha preocupação com a vida sentimental atrasou minha vida espiritual. Eu poderia já ter dado um ponto final nos meus problemas espirituais, recebido o selo do Espírito Santo, está ganhando almas para o Senhor Jesus, mas não, estava presa as emoções... E desse modo estava unindo 2 problemas: os da vida espiritual(citados no post abaixo) mais os da vida sentimental ( ilusões, decepções, brigas, angústia) e isso com tão pouca idade.
Até que tomei uma decisão. Deixei de lado a vida sentimental, e comecei a me entregar 100% ao Senhor Jesus. O que eu mais almejava naquele momento era o batismo com o Espírito Santo e nada mais.
Depois que fui batizada com o Espírito Santo, precisei sair de cima do muro da indecisão.
Eu queria servir a Deus de fato e de verdade, ganhar almas, fazer a vontade dEle, mas aquele relacionamento estava me atrasando. Deus sempre me mostrava sinais do carater dele para mim, eu sempre tive dúvidas, e lá no meu íntimo eu sabia que não era isso que Deus queria para mim.
Resultado: Dei um ponto final nesse relacionamento, nem chegamos a iniciar o namoro.
Ele saiu da obra, e está no mundo.
Imagine você, se eu tivesse continuado aquele relacionamento, iniciado o namoro... Hoje como iria ser hein?
Eu não teria o Espírito Santo, estaria apaixonada e cega, lutando contra as emoções...
Em certos momentos na nossa vida Deus não pode intervir. Deus sempre me mostrava que era para eu dar um basta nisso, mas como eu não queria ficar sozinha eu agia pela emoção.

Então se você está vivendo uma situação parecida, aprenda a ouvir a voz de Deus, não tente esquecer os sinais que ele(a) tem demonstrado.
Se você pretende iniciar um namoro, e não tem uma vida espiritual estruturada, organize primeiramente sua vida, para depois partir para a vida sentimental.
A vida sentimental trabalha em parceria com a vida espiritual.

Nenhum comentário:

About Me

Minha foto
Uma simples serva do Altíssimo, disposta a lhe ajudar e orientar de acordo com os preceitos bíblicos.